SOBRE O ACERVO VIRTUAL HUBERTO ROHDEN & PIETRO UBALDI

Para os interessados em Filosofia, Ciência, Religião, Espiritismo e afins, o Acervo Virtual Huberto Rohden & Pietro Ubaldi é um blog sem fins lucrativos que disponibiliza uma excelente coletânea de livros, filmes, palestras em áudios e vídeos para o enriquecimento intelectual e moral dos aprendizes sinceros. Todos disponíveis para downloads gratuitos. Cursos, por exemplo, dos professores Huberto Rohden e Pietro Ubaldi estão transcritos para uma melhor absorção de suas exposições filosóficas pois, para todo estudante de boa vontade, são fontes vivas para o esclarecimento e aprofundamento integral. Oásis seguro para uma compreensão universal e imparcial! Não deixe de conhecer, ler, escutar, curtir, e compartilhar conosco suas observações. Bom estudo!

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

EINSTEIN E SUA ATITUDE REVOLUCIONÁRIA

Comentário(s)

 Einstein costumava dizer:

"Os valores devem penetrar os fatos mas os fatos não podem criar valores."

A Ciência quando busca explicação para um fenômeno, adota um caminho de análise, dos efeitos [fatos] para as causas [os valores]. Há um estudo empírico a priori, dos fenômenos, para uma compreensão a posteriori das causas. Penso que, o que Einstein quis propor, com esta frase, foi exactamente um caminho inverso. Da causa para os efeitos. Compreender a causa (que ele chamava de Lei) para penetrar os efeitos. Compreender os valores para penetrar os fatos. Descobrir a verdade e desvendar o fenômeno (fatos). Porque só a causa (Lei) é capaz de crear efeitos, mas os efeitos não são capazes de crear a causa (Lei). É uma proposta revolucionária que abdica a análise em favor da intuição. A descoberta do mundo no Eu (o Ser) para uma penetração no mundo do Ego (do Ter). Porque só o Eu é capaz de penetrar o mundo do Ego, mas o Ego é incapaz de penetrar o mundo do Eu.

Reflitamos:

"Os valores (ser) devem penetrar os fatos (ter) mas os fatos não podem criar valores."!!

"Penso 99 vezes [presunção do Ego] e nada descubro; paro de pensar [humildade do Eu] e eis que a verdade me é revelada"

É ou não é uma proposta revolucionária?