SOBRE O ACERVO VIRTUAL HUBERTO ROHDEN & PIETRO UBALDI

Para os interessados em Filosofia, Ciência, Religião, Espiritismo e afins, o Acervo Virtual Huberto Rohden & Pietro Ubaldi é um blog sem fins lucrativos que disponibiliza uma excelente coletânea de livros, filmes, palestras em áudios e vídeos para o enriquecimento intelectual e moral dos aprendizes sinceros. Todos disponíveis para downloads gratuitos. Cursos, por exemplo, dos professores Huberto Rohden e Pietro Ubaldi estão transcritos para uma melhor absorção de suas exposições filosóficas pois, para todo estudante de boa vontade, são fontes vivas para o esclarecimento e aprofundamento integral. Oásis seguro para uma compreensão universal e imparcial! Não deixe de conhecer, ler, escutar, curtir, e compartilhar conosco suas observações. Bom estudo!

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Análise — ou Síntese?

Comentário(s)

Passei longos anos a analisar os textos bíblicos tão minuciosamente como um erudito cientista analisa células, moléculas, átomos, prótons, nêutrons  e, de súbito, senti o impacto do universo espiritual sobre a minha alma  e sob a veemência dessa tempestade divina ruíram por terra todas as minhas eruditas teses, teorias e hipóteses bíblicas... Corri os olhos por esse campo de ruínas e escombros, meneei a cabeça, sorri-me de mim mesmo e disse para minha ignorante e arrogante inteligência: Que ridículos brinquedos de criança são todas as tuas “conquistas científicas”!... 

Também, que idéia podia um cego ter dos deslumbramentos de luzes e cores, por melhor que conheça as teorias sobre as vibrações luminosas? 

Que sabe um surdo das maravilhas duma ópera ou sinfonia, depois de aprender que sons e música são movimentos aéreos?

Que pode o homem saber de Deus, antes de o ter vivido e saboreado pessoalmente nas íntimas profundezas do seu ser?

A análise intelectual pode satisfazer a um cientista profano  mas não a um vidente iniciado nas grandezas do mundo divino. Só o satisfaz uma síntese intuitiva e panorâmica da Realidade total. Só temos verdadeira e inabalável certeza daquilo que experimentamos interiormente, e não daquilo que os nossos sentidos percebem nem que a nossa inteligência concebe analiticamente.

(Huberto Rohden. Livro: Profanos e Iniciados)