ACERVO VIRTUAL HUBERTO ROHDEN & PIETRO UBALDI

Para os interessados em Filosofia, Ciência, Religião, Espiritismo e afins, o Acervo Virtual Huberto Rohden & Pietro Ubaldi é um blog sem fins lucrativos que disponibiliza uma excelente coletânea de livros, filmes, palestras em áudios e vídeos para o enriquecimento intelectual e moral dos aprendizes sinceros. Todos disponíveis para downloads gratuitos. Cursos, por exemplo, dos professores Huberto Rohden e Pietro Ubaldi estão transcritos para uma melhor absorção de suas exposições filosóficas pois, para todo estudante de boa vontade, são fontes vivas para o esclarecimento e aprofundamento integral. Oásis seguro para uma compreensão universal e imparcial! Não deixe de conhecer, ler, escutar, curtir, e compartilhar conosco suas observações. Bom Estudo!


Carregando...

domingo, 25 de junho de 2017

O diamante no lodo

Comentário(s)


Encontrei-te, criança, aturdindo as pessoas que não dispunham de tempo para brindar-te consideração. 

Os teus olhos, quais lanternas mágicas, brilhavam no rosto negro e sujo de pó.

Os teus cabelos empastados e o teu corpo abandonado não recebiam banho havia muito tempo. 

Parecias um diamante no lodo, que logo recupera o brilho, quando retirada a lama que o macula por fora, sem lhe atingir a pureza interior. 

Sorriste para mim e tocaste minha mão, como se desejasse proteção. 

A tua ternura me comoveu. 

Perguntei-te o nome, e me disseste: 

— Tamil!  

Indaguei-te onde moravas, e, sorrindo com dentes de pérola alva, respondeste: 

— Em qualquer lugar, sob o olhar das estrelas e o amparo da noite. 

Ficamos amigos. Desde aquele dia te amo. 

Insisti para dar-te algo de mim e recusaste receber. 

Então, interroguei-te outra vez: - Que queres de mim? Posso oferecer-te qualquer coisa de que necessitas. Que desejas que te dê? 

A tua resposta, meu filho e minha luz, permanece gravada em meus ouvidos, ressoando: 

— Eu não quero nada de voce. Eu quero você.  

A partir daquela hora aqui me tens. Ama-me, que necessito, e deixa que eu te ame, qual a praia submetida à ininterrupta carícia das ondas do mar.  

Rabindranath Tagore 
Por Divaldo Franco, cap. XXXII, no Livro: Pássaros Livres


Copyright © Acervo Virtual Huberto Rohden & Pietro Ubaldi ®
Design by Eronildo Aguiar | Tecnologia do Blogger
    Twitter Facebook VK Google + fotos google YouTube flickr rss